Noticias

Magalu e lojas de varejo apostam em memes para atrair consumidores

Redes sociais de grandes lojas de varejo do Brasil apostam em memes e “trends” para aproximar público e alavancar vendas

O mercado de consumo mudou na última década, e as grandes varejistas brasileiras perceberam que, para continuar relevantes, precisam conversar também com o público jovem. E para atrair engajamento e ganhar mais consumidores, o uso das redes sociais é um fator-chave que tem resultado em grandes sucessos.

Além de divulgar promoções de produtos variados, lojas de varejo têm utilizado plataformas como o X (antigo Twitter), Facebook, Instagram e TikTok para usar de forma inteligente o humor e a cultura dos memes da internet para cativar a audiência que busca promoções.

O Magazine Luiza, com sua estratégia de reconhecido sucesso centrada na Lu do Magalu, encontrou a estabilidade entre oferecer promoções atrativas e criar conteúdo relevante e divertido para sua base de consumidores — chegando ao ponto de realizar campanhas próprias em parceria com grandes marcas como a Samsung. Ao se associar a esse universo de memes e ofertas, a varejista se destaca em meio à concorrência acirrada do comércio online.

Nas redes sociais, a Lu aproveita não apenas para conversar com o público, mas também para utilizar os memes e tendências (ou trends) do momento e promover produtos.

O fenômeno “Brat”, por exemplo, é a febre mais recente nas redes sociais graças à forte cor verde neon e música pop dançante do novo álbum de estúdio da artista multifacetada Charli XCX.

A estética rompeu barreiras e continua sendo um dos principais assuntos da semana em todas as redes sociais, com muitas lojas aproveitando o tema para gerar engajamento e atrair o público.

Como toda febre é passageira, a estratégia ideal é manter as redes sociais atualizadas com o que existe de mais popular no momento, assim como possuir ideias originais e divertidas para não cair em esquecimento.

Com base em tudo isso, o Magazine Luiza teve um excepcional ano de 2023 com receita bruta de R$ 45,6 bilhões em vendas online, segundo estimativas do banco de investimento BTG Pactual.

A resposta do público em compras online também está em alta. Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre), 16% das vendas do comércio no Brasil acontecem pela internet, superando o percentual de 9,2% antes da pandemia de Covid-19, mas ainda abaixo dos impressionantes 21,2% do segundo trimestre de 2021.

À medida que as páginas de ofertas continuam ganhando terreno nas redes sociais, o Magalu se destaca como um dos maiores exemplos de como as marcas podem aproveitar o poder dos memes e das promoções para se aproximar dos consumidores de forma criativa e eficaz

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo