Politica

Unesco debate governança nas redes sociais para combater desinformação

Evento na Croácia discute diretrizes para regular plataformas digitais, combatendo o ódio e fake news sem restringir liberdade de expressão

No Dia Internacional do Combate ao Ódio, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) realiza um evento na Croácia para debater a governança nas redes sociais.

Reguladores e plataformas buscam consenso
A conferência reúne reguladores de mais de 70 países, além de grandes plataformas digitais e estudiosos do tema. O objetivo é criar diretrizes para que governos e empresas combatam a desinformação e o discurso de ódio online, sem restringir a liberdade de expressão.

Guilherme Canelas, chefe da liberdade de expressão da Unesco, destacou que essa liberdade é o direito de falar, mas também de buscar e receber informações confiáveis. Ele citou a tragédia no Rio Grande do Sul, onde fake news foram disseminadas, como exemplo da importância do debate

Diferenças entre países
A conferência evidencia as disparidades entre as nações. Enquanto a União Europeia está avançada em regulação de mídia, com a Lei de Serviços Digitais, outros países como Coréia do Norte, Venezuela e Rússia não estão representados ou têm relações complexas com o tema.

O Brasil tem um representante participando, mas o projeto de lei sobre fake news está travado no Congresso. A iniciativa se inspira na legislação europeia, mas enfrenta resistências para avançar.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo